Libras | 20h/a

 

O curso se destina a formar nos princípios básicos do funcionamento da língua brasileira de sinais.

Através do conhecimento da Estrutura linguística em contextos comunicativos, será possível comunicar-se com frases e diálogos curtos.

O cursista irá conhecer os aspectos peculiares da cultura das pessoas surdas, bem como a Legislação especifica sobre a Libras e a inclusão das pessoas surdas.

E ainda, a formadora irá trabalhar com a turma o vocabulário básico para a comunicação com pessoas surdas referente ao contexto judiciário

O curso básico e introdutório em "Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS" tem por principal objetivo divulgar a língua LIBRAS no âmbito da Escola Judiciária do Amapá (EJAP), de modo a torná-la acessível às pessoas surdas.

 

O referido curso pretende também promover o ensino de Libras e discutir aspectos pertinentes a Libras e a inclusão das pessoas surdas no viés político, linguístico, cultural e pedagógico.

 

A oficialização da Libras ocorreu a partir da Lei Federal nº 10.436, de 24 de abril de 2002 e ganhou força no cenário educacional a partir do Decreto Federal nº 5.626, de 22 de abril de 2005.

 

Considerando que o reconhecimento da referida língua é algo recente, evidencia-se uma carência significativa de profissionais especializados para se comunicar, ensinar, traduzir/interpretar de Libras para Língua Portuguesa.

 

Partindo de tais inferências e na perspectiva de contribuir com o desenvolvimento do campo comunicativo entre surdos e servidores da presente Escola Judiciária, identificamos muitas pesquisas que evidenciam as dificuldades do contexto inclusivo de acolher a diferença linguística e cultural, inerentes ao sujeito surdo.

A inclusão efetiva ocorre quando os sujeitos podem transitar nos diversos contextos sem encontrar barreiras, ou seja, quando os espaços são plenamente acessíveis ao sujeito.

 

No caso dos surdos, que as barreiras atitudinais e de comunicação sejam superadas, e que sejam respeitados na sua cultura e, no direito de utilizar a sua língua materna, LIBRAS, para se comunicar em todos os contextos sociais.

 

Face ao exposto o presente curso consiste em uma oportunidade de formação continuada e qualificação profissional para aqueles que querem adentrar no universo linguístico da LIBRAS e da inclusão do sujeito surdo especificamente no setor jurídico.

Formadora:

. DINÁ SOUZA DA SILVA

  

Período: 20 a 30SET2021
(curso ao vivo pelo Zoom)

Carga horária: 20h/a

Objetivos:

Comunicar-se de forma básica em Libras a partir da produção e compreensão da Língua Brasileira de Sinais.

TEMAS ABORDADOS

  • Alfabeto manual e números;

  • Libras e sua importância para comunidade surda;

  • Vocabulário referente a apresentação pessoal e primeiros sinais;

  • Sinais referentes a contextualização do meio jurídico;

  • Aspectos introdutórios:

  • Gramática de Libras;

  • Legislação pertinente a Libras e as pessoas surdas;

  • Cultura, identidade e comunidade surda.

  • Prática: Sinais de apresentação pessoal e contextualização jurídica.