Formador

Wilson Aguiar

Disciplinas

  • Estrutura do Justiça em Números;

  • Metas CNJ;

  • Padrões e critérios de análise;

  • Modelos de alimentação de dados;

  • Propor estratégias de coleta e tratamento de dados, monitoramento das execuções e cumprimento das metas;

  • Identificar blocos durante a reunião para composição da ementa;

  • Foco nos recursos do Sistema;

  • Padronização de Rotinas e Soluções;

  • Sugestão de nomes para o facilitador.

Cronograma

Turma 01

  • 14 a 18 de setembro
     

Turma 02

  • 09 a 13 de novembro

Com advento da resolução do CNJ n° 198/2014, que dispõe sobre o planejamento e a Gestão Estratégica no âmbito do Poder Judiciário, uma das iniciativas do Tribunal de Justiça do Estado do Amapá é a Resolução de n° 987/2015-TJAP, objetivando maior efetividade e execução das metas nacionais do Poder Judiciário e o desdobramento do Planejamento Estratégico pelas Unidades Judiciárias da Justiça. Segundo os dados obtidos, a partir de estudos feitos pelos órgãos superiores da justiça, a ineficiência e ineficácia do sistema judicial encontram-se relacionadas à deficiência de organização, gestão e planejamento. 

Outros problemas levantados pela Escola Judicial, estão relacionados aos conflitos enfrentados pelo gestor de sua unidade judiciária, relativos à gestão de pessoas e gestão de processos de trabalho. Muitos gestores têm experimentado em suas rotinas dificuldades em motivar suas equipes, engajá-los na realização do trabalho e no alcance dos objetivos traçados. Acredita-se que há dificuldades em planejar o trabalho e acompanhar o desempenho das pessoas, com fornecimento de feedbacks de qualidade, contribuindo para a melhoria da performance do grupo e consequentemente para o alcance dos objetivos organizacionais.

Neste contexto, apresentam-se de extrema relevância o aperfeiçoamento e a formação dos que atuam como gestores responsáveis pela mudança de uma unidade judiciária, de modo a corroborar para melhoria continua da prestação jurisdicional. Diante disso e em observância ao (tem alguma portaria/resolução que fale sobre) do TJAP, a Escola Judicial do Amapá – EJAP, desenvolveu a presente ação educacional, com a abordagem em Gestão de Unidades Judiciárias e otimização de resultados, para capacitar seus gestores em busca de uma gestão mais eficiente por meio do aperfeiçoamento.

O Programa de Formação de Gestores de Unidades Judiciárias (GUJ), foi pensado e desenvolvido com enfoque na otimização dos resultados, buscando aperfeiçoar os gestores das unidades judiciárias para uma gestão mais eficiente, adquirindo competências essenciais para um bom líder; de modo a corroborar para melhoria continua da prestação jurisdicional dentro de um contexto de produtividade e eficiência.

Formadores

Francys Campos

Deuseni Oliveira

Moisés Campos

Job Duarte

Sonia Ribeiro

Disciplinas

  • Gestão de competências, planejamento gerencial e gestão de resultados;

  • Gestão de pessoas e liderança;

  • Processo de trabalho;

  • Ética, compliance e gestão de controle; 

  • Gestão de Conflito.

Formador

Este programa de formação será dividido em 03 (três) módulos, cada módulo de 20 horas-aula.

Turma 01

  • 31 de agosto a 03 de setembro
     

Turma 02

  • 26 a 30 de outubro

Cronograma

Esclepíades de Oliveira Neto

Disciplinas

  • Conceito do Gerenciamento de Processos de Negócio;

  • Mapeamento de Processos;

  • . Melhorias de Processos;

  • Gestão da Mudança;

  • Automação de Processos.

Cronograma

Turma 01

  • 28 de setembro a 02 de outubro
     

Turma 02

  • 07 a 11 de dezembro

© 2020, EJAP. | Av. Duque de Caxias, 1143, Santa Rita, Macapá, Amapá, Brasil

logo-tjap.png