Formação para Conciliadores e Mediadores Judiciais

O art. 3o do Novo Código de Processo Civil afirma que compete ao Juiz estimular e promover, a qualquer tempo, a autocomposição.

Seus artigos 334 e 357 determinam a regra da tentativa de conciliação antes da instrução.

Neste sentido, o curso tem o escopo de instrumentalizar os supervisores e servidores com conhecimentos teóricos e práticos para auxiliá-los nas atividades que desempenham quando da supervisão dos pretensos candidatos à profissionalização como conciliadores e mediadores judiciais.

Para consecução da prática dos métodos autocompositivos há necessidade de uma formação dos profissionais conciliadores e mediadores judiciais, com acompanhamento da aplicação das técnicas, das etapas de formação para garantia da qualidade das habilidades e competências dos alunos do curso de formação.

 

Dessa forma, urge fazer a capacitação dos servidores nesta seara, para auxiliá-los no enfrentamento do problema concreto da aplicação da nova legislação e no cumprimento das diretrizes dos órgãos de controle e orientação.

Formadoras:

      . Nilce Ferreira

      . Sâmia Waldeck

      . Sônia Ribeiro 

Carga horária: 25h/a

Aulas ao vivo: 11h às 13h30

Cronograma, aulas em junho: 

01, 02, 7, 8, 9, 10, 14 e 15